terça-feira, 8 de outubro de 2013

Nobel de Física 2013: François Englert e Peter Higgs

Fonte: G1
Não tinha outra premiaçao mais mais certa do que o Prêmio Nobel de Física desse ano. Com a confirmação da existência do bóson de Higgs utilizando o LHC, a maior máquina de pesquisa nuclear avançada do planeta, não tinha outra pesquisa que tivesse sido mais falada ou mais comemorada. 

Esse prêmio veio somente para marcar o final de uma história que beirava os 50 anos, inciando quando as pesquisas teóricas começavam a apontar a existência de uma partícula fundamental que seria a responsável por atribuir massa a todas as outras. Entenda um pouco mais pela notícia completa do G1.

Mas o que me chamou mais atenção nessa história foram dois fatos:

1 - O que foi confirmado no LHC foi concebido e previsto pela teoria há aproximadamente 50 anos atrás. Isto significa que a nossa ciência teórica esta concebida em bases muito sólidas e que conseguiu se adiantar todos esses anos. Foi preciso todo um desenvolvimento tecnológico, todo um investimento bilionário de vários países, para se comprovar que a teoria já sabia há tanto tempo. Que ferramenta poderosa temos a nossa disposição!!!

2 - A própria existência da teoria foi o direcionador para que diversos pesquisadores de diversos países tivessem a ousadia de construir o LHC. Afinal, porque mais alguém construiria uma máquina de 27 Km de diâmetro? 
Obviamente que diversas outras pesquisas serão feitas nesse equipamento mas só a busca pelo bóson de Higgs já justificava tal investimento. E isso comprova que o ser humano é curioso e vai sempre buscar conhecimento em todas as áreas...Custe o que custar!!!!


A ciência é realmente impressionante!!!