sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A Libertação dos Beagles

Fonte: Veja

Foi notícia geral hoje a invasão no Instituto Royal e a libertação dos beagles que eram utilizados como cobaias em testes de medicamentos. Como está sendo moda no Brasil, qualquer minoria que não gosta de alguma coisa se sente no direito de entrar em propriedade privada e quebrar tudo em nome do protesto. Ninguém quer o caminho da democracia que é propor leis, discutí-las, e eventualmente aprová-las no Congresso. 

"Não isso demora muito!!! Vamos quebrar tudo!!! Somos minorias mas fazemos barulho!!!" Esse é o mote do momento!! E este tipo de atitude está, infelizmente, se estendendo para todo lado, e hoje causou um dano irrecuperável numa instituição de pesquisas científicas.

Mas o que me impressionou mais foi a quantidade de pessoas que estavam a favor dessa invasão, em nome do "bem do animais". Não sabia que tinha tantos amigos que pensam que é errado testar remédios em animais!!! E também não entendo a lógica desse pensamento nos tempos de hoje, afinal não existiria sociedade moderna sem os inúmeros medicamentos que foram desenvolvidos baseados em testes de animais.  

Na minha opinião, que muitos amigos meus vão achar cruel, não tem sentido ir invadir um instituto de pesquisa se você foi algum dia vacinado ou tomou um antibiótico. Todas aquelas 100 pessoas que invadiram o instituto um mínimo de coerência se todos eles fossem, no mínimo, totalmente vegetarianos. Mas totalmente mesmo, sem comer nem um ovo que não seja de uma galinha sua criada no quintal da casa. Afinal, se vale quebrar tudo para evitar testes em animais, os que estão sendo criados para o abate estão esperando o mesmo tratamento...só que não dá para trazer vacas no colo certo?

Existem animais criados para serem alimentos. Existem animais criados para serem matrizes de testes. Consequência da nossa sociedade moderna, e mais um dentre tantos desenvolvimentos tecnológicos que permitiram a existência de grandes cidades e de um maior tempo de vida da população. Agora tem gente que acha que toda a sociedade está errada desde o começo e quer dar um "reset"!!! 

E o mais interessantes é que as pessoas só lembram de ser contra testes e animais quandos estes animais são mamíferos bonitinhos. Quando os testes são feitos em microcrustáceos ninguem liga, e são tao animais quanto quaisquer outros!!!

A invasão do Instituto Royal demonstra um grave desconhecimento dos métodos científicos. Qualquer um que trabalha perto de alguém da área científica entende que estes testes são necessários e não se ofendem com isso. Somente quem está muito longe desse meio que não entende o quanto isso é necessário. E aí entra um problema que a própria comunidade científica precisa resolver: divulgar mais a ciência para a população em geral.

Agora já deu né!!! Chega de manifestações quebra-quebra sem nenhuma punição para esses vândalos. Espero que o Instituto pegue todas as imagens e processem todos os invasores. Pesquisas farmacêuticas não são feitas do dia para noite. Levam anos. E tudo foi perdido por uma ação desmedida de radicais!!! Se tem uma coisa que o Brasil não precisa é boicotar desenvolvimento científico!!!

Li um texto no blog do Reinaldo Azevedo que gostei e acho que resume bem:
"Sou um cachorrista juramentado. Mas desconfio muito da moral e da ética de quem gosta mais de bicho do que de gente, mais de mato do que de gente, mais “da natureza” do que de gente. Olhem quantas crianças pobres estão nas ruas, pedindo para ser libertadas da indigência, das drogas, do abandono. Não estou sugerindo que esses dispostos as adotem, não. Tanto furor militante, no entanto, poderia ser usado em favor do ser humano, não contra ele."

P.S.: O Planeta dos Macacos começou mais ou menos assim. Olha outro risco aí....