quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Luz e Ondas: Experiência da Dupla Fenda Reproduzida em um Lago

Já conversamos aqui a respeito da característica esquizofrênica da luz. Existem experimentos que comprovam a característica dela ser composta por partículas, mas também experimentos que demonstram que ela também se comporta como uma onda. (Texto do Carl Sagan)

O experimento mais conhecido da característica ondulatória da luz é o da Dupla Fenda. Fazer a luz passar por duas fendas paralelas faz ela criar um padrão de interferência, típico de ondas, logo em seguida, ao refletir em um anteparo.

O Caranal Veritasium no youtube levou essa experiência para um parque e mostrou para várias pessoas, fazendo-as questionar a respeito. O mais interessante é uma reprodução da experiência da Dupla Fenda feita em um lago, ao se produzir duas ondas ao mesmo tempo e identificando os pontos de interferência, da mesma forma que acontece com a luz.



segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Foto: Dinossauro no Museu

Uma amiga minha, Jadiny Gouveia, esteve visitando o Museu de História Natural em Londres e tirou uma foto muito legal de um dinossauro. Como ela tirou a foto bem de perto, me chamou a atenção como os entes ficaram proeminentes!!!

Agora esse ângulo mostra o que um ser humano veria se encontrasse com um bicho desse tamanho, vivo na floresta... provavelmente essa imagem seria a última que ele veria!!!



terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Giroscópio: Parece Mágica, mas é Física

O giroscópio é um instrumento que prova que existe uma força que tende a manter a posição do eixo quando há uma rotação sendo realizada. Na prática essa força é a responsável por deixar mais difícil fazer uma moto cair de lado quando ela está em movimento.
 
E também e por isso que as pessoas só aprendem a andar de bicicleta quando elas aceleram, ficando assim mais difícil de cair. (O que é contra-intuitivo e totalmente impossível de explicar para as crianças!)

Segue um vídeo com alguns experimentos com o giroscópio. Não é magia, é tecnologia!!!


sábado, 16 de fevereiro de 2013

Meteorito na Russia: Três Pequenas Observações

Esse meteorito que caiu na Rússia mostra como é quando acontece, de verdade, um evento extraordinário. Diversas filmagens, várias testemunhas visuais do mesmo fenômeno e ele foi perceptível em diversas cidades. Um sonho para qualquer Ufólogo!!!
 
Outra coisa que me chamou atenção foi a velocidade do evento e o estrago. Deu pra ter ideia clara de que nós não temos como saber quando isso vai acontecer. Asteroides maiores conseguem ser monitorado pelos nossos satélites, mas existem vários menores que não conseguem ser. Só que esses "menores" possuem alguns metros diâmetro e podem fazer um belo estrago muito rápido.
 
E por último é que, obviamente, já estão dando significado religioso para isso. Li num site que um dos sinais do fim do mundo é que as "estrelas cairiam do céu", e estão associando esse evento a essas profecias. Não precisa entender muito para saber que estrelas não caem do céu. É mais fácil um planeta cair numa estrela... mas deixa pra lá que isso é tão Básico I que nem dá pra comentar.
 
Obviamente a profecia se refere a estrela cadentes, só pode ser. Mas mesmo nesse caso, então o sinal do fim dos tempos está sendo dado desde o início do tempo. Estrelas cadentes, que são meteoritos bem menores do que esse da Russia, caem todo dia em todo o planeta. Até de São Paulo dá para ver algumas vezes de madrugada. Não tem nada de religioso nisso, foi só mais um dos fenômenos naturais, mais raros do que outros, mas nada além do natural.
 
Em 1908 caiu um bem maior na Russia também e fez um estrago bem maior. Mas não existiam câmeras dentro dos carros, nem Google, nem Facebook... 
 
 

Jack Andraka: Um Novo Gênio de 15 Anos de Idade

Um garoto de 15 anos desenvolve um método de diagnosticar câncer de pâncreas de forma rápida, com custo irrisório e com praticamente 100% de precisão.
 
Seu nome é Jack Andraka, e se você quiser ver uma comemoração realmente emocionada assista ao vídeo quando ele foi declarado vencedor da Intel International Science Fair and Enginering em maio passado. Esta é uma Olimpíada Científica com mais de 1.500 inscrições de 70 países concorrentes.

 
O avanço diagnóstico de Andraka é uma simples tira de papel de filtro, mergulhada numa solução de nanotubos de carbono, que são cilindros ocos com paredes na espessura de um único átomo, revestidas com anticorpos específicos concebidos para se ligarem com o vírus ou proteínas que você está procurando. O que ele percebeu é que há mudanças perceptíveis na condutividade elétrica dos nanotubos, quando as distâncias entre eles mudam. Quando os anticorpos entram em contato com a proteína alvo na superfície dos nanotubos, as proteínas ligam-se a esse tubos e os fazem se afastarem levemente entre si. Essa mudança nos espaços entre os tubos pode ser detectado por um dispositivo de medição de condutividade elétrica.
 
Andraka utilizado um medidor de 50 dólares da Home Depot para fazer o truque, mas, diz ele, os médicos podem facilmente inserir seu teste nos dispositivos usados ​​por milhões de diabéticos em todo o mundo. Um sensor de nanotubos com um anticorpo alvo é extremamente sensível. O sensor de Andraka detecta a presença de mesotelina, uma proteína normalmente usada como um biomarcador para o câncer de pâncreas, com um limite de 0,156 ng/ml, bem abaixo dos 10 ng / mL que é a concentração de mesotelina consistente com o diagnóstico positivo da doença. Também é 100 vezes mais seletivo do que as atuais testes de diagnóstico, o que significa que praticamente não resulta em nenhum falso positivo ou falso negativos. Comparado com a técnica de 60 anos de idade, chamado enzyme-linked immunosorbent assay (ou ELISA), utilizado em tiras de teste de gravidez e contaminações virais por HIV, o teste de Andraka é 168 vezes mais rápido, 26.667 mais barato, e 400 vezes mais sensíveis. É possível detectar a presença da proteína ligada ao câncer bem antes dele se tornar invasivo. Isso poderia salvar as vidas de milhares de vítimas de câncer de pâncreas por ano. O teste custa R$ 3 (ELISA pode custar até US $ 800) e 10 testes podem ser realizados em cada tira e leva cinco minutos.

Ele pode ser utilizado também para controlar a resistência aos antibióticos e acompanhar a progressão do tratamento de doentes com câncer submetidos a quimioterapia ou a radioterapia.
 
Lendo um pouco mais sobre ele percebe-se que ele é envolvido com ciência desde pequeno e sempre teve o incentivo de seus pais. Vamos torcer para que esse seja somente o primeiro de muitas outras descobertas que virão!!!

Assistam a apresentação dele no TED Talks...
 
 
Fonte: Forbes.com



quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Silas Malafaia entrevistado por Marília Gabriela

Em geral pastores evangélicos já são polêmicos, mas esse em especial está um passo a frente. Alguns pensamentos dele eu concordo muito, outros discordo totalmente. Mas então, das posições que concordo, são por motivos totalmente diferentes.
 
Um exemplo claro é sobre o dízimo das igrejas, já escrevi um post anterior onde comento que sou a favor e até acho necessário, ele também. Só que para ele isso é uma obrigação do cristão porque está na Bíblia, motivo que sou totalmente contra e até acho uma enganação.
 
De qualquer maneira vale assistir para entender um pouco como é a forma de pensar de um líder evangélico.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Cães Diabéticos Curados por Terapia Genética

A ciência me surpreende a cada dia. Acabei de ler uma reportagem sobre cãe que tinham diabetes tipo 1, que precisavam receber doses diárias de insulina, que foram curados após receber dois genes novos.
 
Os genes foram adicionados nas suas células por um vírus inofensivo, e após isso eles começaram a produzir insulina novamente. Foram utilizados dois tipos de genes, um que fazia a célula produzir a insulina e outro que consegue regular a quantidade que deve ser produzida.
 
Alguns já estão há 4 anos sem precisar de doses de insulina. Será que a nossa geração vai ver a descoberta de uma terapia definitiva para o diabetes?
 
Agora o que mais me impressionou foi saber que a forma de se inserir genes em uma célula é utilizando vírus. Impressionante onde já chegamos!!!