domingo, 23 de setembro de 2012

Livro: Os Números (não) Mentem

Terminei de ler um livro bem interessante sobre como os números podem ser usados de forma a enganar o cidadão em geral. Um dos casos que ele comenta é quando as pessoas  utilizam um número qualquer em uma frase para dar um peso de veracidade. Como no caso onde o governo americano dizia ter conhecimento  de 252 funcionários do governo ligados ao comunismo. Esse número é tão exato que parece que alguém relamente contou. Depois ao longo da história esse número mudou várias vezes, mostrando que ninguem sabia ao certo quantos comunistas eram, e na verdade  se questiona hoje se realmente  existia algum.
 
Como o autor é jornalista, ele passa uma boa parte  do livro comentando sobre as estatíticas das eleições americanas, principalmente a eleição que o Bush tinha ganho contra o Al Gore. Essa parte eu até acho que demorou demais considerando o título do livro e a proposta que ele vende.
 
Mas é um livro que vale o investimento porque ele traz uma série de casos onde se pode alterar o agrupamento dos dados para se ter o resultado desejado. Isto é, com um conjunto de dados verdadeiros, dependendo do agrupamento deles a conclusão pode ser diferente. É sempre bom saber que isso pode acontecer, para quando nos vierem vendendo estatíticas de um produto,ou de qualquer outra coisa, termos a consciência de fazer as perguntas necessárias para se chegar a verdade.
 
Dados do livro:
Autor: Charles Seife
Editora: Zahar