quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Livro: A Colher que Desaparece

Na boa, esse título é muito ruim!!! Mas o livro é bem interessante!! 

É um livro de divulgação científica, que como tantos outros faz uma série de relatos de como a ciência foi se desenvolvendo ao longo dos anos em diversas áreas. O diferencial desse livro é que ele utiliza a tabela periódica dos elementos como base para esses relatos.

Ao passar pelos elementos da tabela, o autor vai descrevendo como foi a descoberta dele e os benefícios que essas descoberta trouxe para a sociedade. A tabela periódica dos elementos é a base de tudo no universo e por isso a busca dos cientistas dos elementos acabou impactando em todas as áreas da ciência, não só na química. 

E como não deveria ser diferentes, o livro aborda bastante a biografia dos cientistas que ajudaram a completar a tabela periódica. Incluindo casos de mulheres cientistas como Marie Curie, que tiveram que superar o preconceito na época para desenvolver ciência de ponta. Marie Curie, por exemplo, foi a única laureada Nobel em Química e Física da história. 

Outros casos chamam atenção como a perseguição dos cientistas pelos nazista e como eles fizeram para sair da Alemanha nesse período para não deixarem de trabalhar. Mas a Alemanha ainda conseguiu manter alguns nomes de peso trabalhando com eles, o que acabou gerando uma corrida contra os Estados Unidos para desenvolver primeiro a fissão nuclear. O resultado, infelizmente, todos nós já sabemos. Infelizmente não pelo desenvolvimento da técnica, mas do uso que se fez dela!

O que mais chama a tenção nesse livro é que o desenvolvimento cientifico depende muito das personalidades certas envolvidas num ambiente certo. Quando essa condição é atendida o progresso é visível. Por isso que países desenvolvidos tentam o máximo possível manter os melhores cientistas trabalhando em seu território, não importando de onde eles vieram. 

Novamente parafraseando a fissão nuclear... depois de uma certa massa crítica formada o desenvolvimento científico se acelera. 

Segue link da Saraiva para o e-book.
No Submarino tem o livro físico.
Versão para Kindle na Amazon.