quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Credibilidade do Método Científico sendo Mal Utilizado

Sempre que se quer dar credibilidade a uma ideia, um produto, ou a qualquer outra coisa, é muito comum associá-la de alguma forma a uma aprovação científica. Por isso que a frases que começam com "já foi provado cientificamente" são tão comuns na nossa sociedade. É como se a Ciência fosse a única forma de conferir se o que se diz é verdade. Como se qualquer assunto que tivesse essa aprovação encerrasse a discussão e acabasse com o eventual ceticismo do espectador.

Isso acontece porque realmente a Ciência tem trazido resultados visíveis para toda a sociedade e possui sim essa credibilidade. Depois de que o método científico foi estabelecido ele tem sido utilizado para estudar o nosso meio, e com isso tirar conclusões que, muitas vezes, vão de encontro ao senso comum. Esse método é suficiente eficaz para conseguirmos entender o que realmente acontece na natureza, excluindo nossas crenças, subjetividades, e toda espécie de interferência da natural psicologia humana. Sendo assim, quando os cientista concluem alguma coisa baseado no método científico, quer dizer que fatos já foram estudados, experiências foram feitas, resultados foram obtidos, outros grupos de cientistas repetiram as experiências e obtiveram os mesmo resultados, trabalhos foram publicados em revistas especializadas e expostos a críticas e questionamentos de outros cientistas, e etc... De forma que as conclusões chegam baseadas em muito estudo, testes, dados, e tentativas de refutação da teoria. Se uma teoria resite a tudo isso, pode se dizer que está provado cientificamente. Pelo menos até um fato novo surgir e começar tudo de novo.

Mas em geral é muito comum você ouvir/ler essa frase em todo lugar sempre associado a algum tema que certamente não teve nenhuma base científica. Eu encontro isso todo dia e acho esse procedimento muito de má fé. Principalmente porque a população em geral não está apta a entender todo o processo científico e o trabalho imenso que é necessário fazer ciência, e vai estar desarmado contra "provas científicas" que são na verdade fraudes bem escritas e melhor ainda divulgadas. 

Já tem um tempo que estou atento sobre essa prática e começo a fazer perguntas logo que percebo uma tentativa de usar a Ciência como ponto a favor de um argumento. Seguem algumas como exemplo:
1 - Provado cientificamente? Onde foi provado? Qual trabalho foi publicado?
2 - Ah você tem um trabalho publicado!!! Em qual revista especializada? (Muitas vezes o trabalho está publicado na revista interna da empresa que fabrica o produto!!!)
3 - Qual o método utilizado nos experimentos e qual o cálculo para suas conclusões?

Dá para ir muito mais longe, mas se você fizer somente 3 perguntas, que podem ser outras também, antes de "comprar" alguma ideia ou produto milagroso, já vai se surpreender com a quantidade de vezes que vai identificar fraudes ou pessoas sem base para o que estão falando.